_____________________________________________________________________________________________________________

Cultura Política, Comportamento e Democracia

Descrição: O grupo reúne pesquisadores interessados pelas dimensões subjetivas, atitudinais e comportamentais dos fenômenos políticos das democracias contemporâneas, sobretudo aqueles relacionados aos padrões de interação entre cidadãos e instituições. Neste sentido, abarca investigações sobre cultura e comportamento político, com ênfase nos processos de socialização democrática e engajamento cívico.

Pesquisadores vinculados:
Ednaldo Aparecido Ribeiro
Julian Borba
Rafael da Silva
Éder Rodrigo Gimenes
Alice Vila Nova Procopiuk Walter
Lucas Toshiaki Archangelo  Okado
Ana Paulo Brito Maciel
Anderson de Oliveira Alarcon
Renata Andrade de Oliveira

Endereço no Diretório de Grupos do CNPq: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3592932696532725

_____________________________________________________________________________________________________________

COMPADD- Grupo de Pesquisa em Comunicação Política e Democracia Digital

Descrição: O grupo de Pesquisa sobre Comunicação Política e Democracia Digital (COMPADD) tem sua origem em outro grupo de pesquisa com temáticas similares, o grupo de pesquisa de Comunicação e Participação Política (COMPA), que agregava docentes e discentes da Comunicação e da Ciência Política. Em 2021, pelo crescimento do número de estudantes e temáticas conectadas exclusivamente aos meios digitais, decidiu-se pela criação do Compadd, que continua em parceria direta com o Compa. O Compadd apresenta duas linhas de pesquisa principais. A primeira linha é sobre democracia digital, aqui entendida na forma de projetos, iniciativas e práticas ofertadas por agentes do estado e também pela esfera civil para incrementar valores democráticos, como participação, transparência e a deliberação pública. A segunda é sobre Comunicação Política Digital Contemporânea, na qual o objetivo é entender como políticos profissionais e instituições públicas fazem uso dos meios digitais, notadamente as mídias sociais, para avançar suas agendas e também para interagirem com seus diferentes públicos.

Pesquisadores vinculados:

Rafael Cardoso Sampaio
Nelson Rosário
Kelly Prudêncio
Maria Alejandra Nicolás
Eurico Oliveira Matos Neto
Bruno Washington Nichols
Cristiane Sinimbu Sanchez (PPGCOM)
Djiovanni Jonas França Marioto
Gabriel Alexandre Bozza
Murilo Brum Alison
Nilton Cesar Monastier Kleina (PPGCOM)
Tiago Philippini Ferreira Borges da Silva

linhas de Pesquisa

Democracia digital no Brasil: estado da arte e comparação internacional

Busca sistematicamente, levantar e analisar o estado da arte da Democracia Digital (ou e-Democracia) no Brasil. Trata-se de temática ainda pouco visitada na ciência política, apesar da importância crescente da internet em todas as áreas da atividade política. Para tanto, a pesquisa buscará realizar prospecções e mapeamentos das iniciativas de e-Democracia ofertadas por atores políticos do Estado e também pela esfera civil. Espera-se que os resultados ajudem a identificar as iniciativas mais bem-sucedidas e fatores diretamente responsáveis pelo sucesso ou fracasso de tais projetos e, em segundo momento, realizar uma comparação internacional. Entre projetos e discussões de democracia digital estamos pensando em: consultas públicas online, orçamentos participativos digitais, petições online, deliberação online, governo aberto, dados aberto, cidades inteligentes.

Comunicação Política Digital Contemporânea

O objetivo é entender como políticos profissionais e instituições públicas fazem uso dos meios digitais, notadamente as mídias sociais, para avançar suas agendas e também para interagirem com seus diferentes públicos. Por conseguinte, isso acaba incluindo pesquisas sobre o fluxo e a circulação de informação entre as diferentes plataformas, aplicativos e mídias sociais, incluindo temas como campanhas online, eleições online, uso de redes pelas elites políticas, parlamentos online, fakenews, análise de redes, notadamente Instagram, Twitter e Youtube.

Projetos em andamento

YouTube: plataforma política e subestimada

Desde 2020, integrantes do COMPADD verificaram que o YouTube é uma plataforma pouco estuda pela ciência brasileira, mesmo se tratando de um dos principais meios de circulação de discursos extremistas e mesmo de fake News.  O projeto busca acompanhar sistematicamente diversos canais produtores de desinformação da nova direita e da extrema-direita em termos de produção de vídeos, conexões de rede e comentários para se verificar como se dá a “esfera pública digital” na plataforma. Além da análise de redes e de comentários, o grupo tenta desenvolver estratégias para análise de vídeos.

Instagram: a construção da imagem da imagem dos políticos

Assim como o YouTube, o Instagram ainda não recebeu a devida atenção acadêmica, mesmo se tratando de uma rede social que gradativamente recebe mais atenção entre celebridades e políticos. Aqui, em especial, detemo-nos sobre o uso da plataforma por políticos profissionais e pela forma como constroem as suas imagens no Instagram seguindo a própria lógica do meio. O maior desafio deste projeto está na análise combinada de texto, imagens e pequenos vídeos (stories) tão característicos dessa rede social.

Cientometria do campo e análise do uso de técnicas de pesquisa

Apesar de não estar contido em nossas duas linhas de pesquisa, temos um terceiro projeto de pesquisa que desenvolvemos em parceria com o grupo LaCC do PPGCP da UFPR. Aqui, o objetivo principal é fazer revisões de literatura científicas (revisões de escopo ou sistemáticas) sobre temáticas da comunicação política e/ou da democracia digital, buscando dar outras contribuições ao campo. Recentemente, começamos a verificar o próprio uso das técnicas de pesquisa pelos cientistas brasileiros, começando pela “análise de conteúdo”, buscando verificar quais são as principais referências, a qualidade de sua aplicação e apontar lacunas e caminhos para seu incremento. Este projeto conta com parceria com o PPGCOM da UFC.

Site: www.compadd.ufpr.br

_____________________________________________________________________________________________________________

PONTE – Grupo de Pesquisa em Comunicação, Política e Tecnologia

Descrição:O Grupo de Pesquisa PONTE reflete acerca dos conceitos e experiências fundamentais que caracterizam a interface mantida entre Comunicação e Democracia. A partir da leitura, da discussão aprofundada, e da produção científica concernente a questões como (1) a função e o desempenho político dos mass media, (2) as formas da comunicação política mediada e (3) os efeitos e reverberações dos media sobre a esfera e a opinião públicas, pretende-se compreender os dilemas comunicacionais mais significativos a permearem o jogo democrático contemporâneo. Empiricamente, o Grupo dedica-se à análise de experiências e iniciativas que envolvem Jornalismo Político, Propaganda Eleitoral, Comunicação Digital e Comunicação Institucional a fim de inventariar e desenvolver ferramentas voltadas para aperfeiçoar práticas democráticas. O PONTE foi criado em 2010, inicialmente vinculado à Universidade Federal do Ceará. Em 2015, os trabalhos de pesquisa foram transferidos para a Universidade Federal do Paraná.

Pesquisadores vinculados:
Edna Miola
Emerson Urizzi Cervi
Francisco Paulo Jamil Marques
Isabele Batista Mitozo
Amanda Pupo
Andressa Butture Kniess
André Felipe Schlindwein
Camila Mont’Alverne
Ester Pepes Athanásio de Matos
Fellipe Herman
Jackeline Saori Teixeira
Mariane Nava
Paulo Ferracioli
Pedro Henrique Moura Leite
Victor Hausen da Conceição

Projetos de pesquisa em andamento:

COMUNICAÇÃO E POLÍTICA NA ERA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS: Fatores que influenciam as formas de uso da internet por parte dos congressistas Brasileiros

Um conjunto relevante de autores em Teoria Política aponta que o poder de elaborar, discutir, legislar e executar as políticas de Estado estaria demasiadamente concentrado nas mãos dos representantes políticos. Como remediar tal dificuldade sem abrir mão do princípio da representação? A saída parece se encontrar na proposição de reformas em certos aspectos da representação. Tomando tal panorama, o projeto busca discutir de que maneira os mass media contribuem no sentido amenizar algumas das questões mencionadas. Particularmente, são problematizados os modos pelos quais os media digitais e seus recursos tornam disponíveis novas ferramentas voltadas para a promoção de modificações nas práticas participativas. A primeira fase da pesquisa privilegiou a análise dos websites das lideranças parlamentares na Câmara dos Deputados. Desta vez, o corpus empírico selecionado – os perfis de deputados e senadores brasileiros no Twitter (com uma ampliação em relação ao projeto anteriormente coordenado pelo proponente: agora, os Senadores também fazer parte do estudo) – será objeto de investigação tendo em vista quatro objetivos: (1) diagnosticar as abordagens participativas presentes nestas iniciativas, (2) compreender as motivações e constrangimentos a influenciarem o oferecimento ou não de recursos participativos no referido microblog, (3) avaliar os possíveis efeitos resultantes do emprego destes artifícios e (4) promover um cruzamento do perfil individual de uso dos media digitais por parte de cada parlamentar com os traços mais gerais encontrados nas bancadas. Do ponto de vista metodológico, os perfis de Twitter serão examinados por meio de monitoramento ao longo de período pré-determinado (software de estatística “R” e análise de regressão); aplicação de tabela voltada para inventariar seguidos, seguidores e caráter discursivo das mensagens publicadas; elaboração de questionários e condução de entrevistas junto aos gestores das contas de Twitter, dentre outras estratégias.

O JORNALISMO COMO ESPELHO DO JORNALISMO: Que imagem política a Imprensa Brasileira constrói de si?

Partindo-se do pressuposto de que o Jornalismo reivindica assumir a função de “representante” do leitor, alimentando uma imagem positiva de si, interessa a esta pesquisa 1) compreender em que termos se dá a representação exercida pelo Jornalismo em nome do cidadão; 2) investigar a origem histórico-conceitual da legitimidade de profissionais e empresas do Jornalismo brasileiro; 3) examinar que imagem as empresas jornalísticas do país elaboram sobre si mesmas; 4) analisar como tal imagem é percebida e questionada pela audiência nos espaços dos próprios jornais. Do ponto de vista empírico, serão examinados materiais publicados nos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo, dois dos principais quality papers brasileiros, atentando-se, especificamente, para conteúdos ligados à cobertura Política. Metodologicamente, recorre-se aos seguintes procedimentos: revisão de literatura aprofundada; análise documental (Mídia-Kit; cartas de princípios das empresas jornalísticas, manuais de redação); acompanhamento sistemático das publicações (editoriais, colunas, cartas do leitor, dentre outros conteúdos); entrevistas com editores in loco; Análise do Discurso em sua vertente francesa.

Página no Diretório de Grupos do CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3217887721052025
Site: http://www.ponte.ufpr.br/
Facebook: https://www.facebook.com/ponteufpr/
Twitter: https://twitter.com/ponteufpr

_____________________________________________________________________________________________________________

LaCCLaboratório de Análise do Campo Científico

Descrição:O objetivo do Laboratório de análise do Campo Científico é estudar a produção e a organização da produção científica dos diferentes campos do conhecimento. Mediante diversas estratégias metodológicas, busca analisar a ciência como um processo que vincula insumos (recursos humanos e financeiros, equipamentos, materiais, estruturas e condições de financiamento de programas de pós-graduação etc.) e produtos (características das publicações, resultados e evidências de pesquisa científica, patentes, inovação tecnológica, organização e gestão de periódicos, formação de pessoal de ensino superior e impacto social de programas de pós-graduação etc.). Além de analisar autores, textos, instituições, temas, objetos, teorias, métodos, procedimentos de coleta e análise de dados, investiga-se fatores que podem inibir ou otimizar a produção científica. As pesquisas do laboratório são abrangentes e incluem múltiplos objetivos, detalhados em suas linhas de pesquisa, em escala nacional e internacional, com focos variados e recortes que vão desde temas muito específicos até campos disciplinares e interdisciplinares inteiros.

Pesquisadores líderes:
Rodrigo Horochovski
Adriano Nervo Codato
Rafael Cardoso Sampaio
Augusto Junior Clemente

linhas de Pesquisa

1) Estrutura da ciência e do espaço social dos cientistas. A linha analisa insumos e produtos científicos com foco na ecologia de autores, periódicos, instituições, agências de financiamento e demais tipos de recursos organizacionais. Busca identificar perfis acadêmicos, institucionais, regionais e a organização material das áreas do conhecimento. Embora privilegie técnicas bibliométricas e cientométricas, outros tipos de métodos são comportados nos projetos desenvolvidos nesta linha.

2) Estado da arte da literatura científica: estrutura conceitual, intelectual e institucional. Com objetivo de monitorar  o desenvolvimento da literatura científica em uma série de domínios, a linha congrega estudos voltados ao mapeamento bibliométrico e cientométrico de diferentes áreas e tópicos de investigação, seja em perspectiva sincrônica ou diacrônica. São privilegiadas revisões de literatura que   analisam, sintetizam e avaliam, de forma sistematizada, o estado da arte de um determinado tema ou problema científico.

3) Métodos de investigação e técnicas de pesquisa nas fronteiras da ciência. A linha visa avaliar os métodos e técnicas de pesquisa, buscando compreender e aferir os desenhos e estratégias das investigações, assim como frequência, mudanças ou evoluções no paradigma da aplicação das técnicas disponíveis e nas inovações na fronteira do conhecimento. Aborda, assim, meta-pesquisas sobre técnicas de métodos qualitativos, como análise de discurso, entrevistas, grupos focais, análise documental, estudo de caso; e métodos quantitativos, como survey, análise de conteúdo, análises estatísticas.

Endereço do grupo no diretório do CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0848751809594727

_____________________________________________________________________________________________________________

LAPeS​ – Laboratório de Partidos Políticos e Sistemas Partidários

Descrição: O LAPeS dedica-se pesquisar os partidos políticos latino-americanos tendo em vista seu funcionamento interno, a formação de suas elites e sua interação com o sistema de partidos. O objetivo do grupo é inserir dentro da universidade ​o estudo das esferas que compõem os partidos políticos, debatendo com as teses sobre a determinação do sistema eleitoral sob as organizações partidárias. Do ponto de vista prático o grupo realiza reuniões de pesquisa periódicas, eventos que tentam trazer os temas relevantes e interessantes sobre partidos políticos e mantém uma página online com as principais publicações de seus pesquisadores, informações sobre partidos políticos e material de pesquisa como banco de dados e banco de imagens.

Pesquisadores vinculados:
Bruno Bolognesi 
Emerson Urizzi Cervi 
Adriano Codato
Maria do Socorro Braga
Oswaldo Amaral
Elias Alvizuri Hernández
Flávia Roberta Babireski
Geissa Cristina Franco
Giovanna Castro da Cruz
Karolina Mattos Roeder
Luan Orlando Lima Azevedo
Luiz Domingos Costa
Vanessa Ladaniuski

Projetos de pesquisa em andamento:

​A direita no Cone Sul: dinâmicas de poder nos partidos políticos de Argentina, Brasil e Chile

A pesquisa propõe um estudo comparativo sobro os novos e antigos partidos de direita de Argentina, Brasil e Chile, surgidos no recente contexto de governos de esquerda na região. O objeto será composto pelo PRO e Demócrata de Mendoza na Argentina, DEM, PTB, PP, PSC, PR e PSD no Brasil e UDI, RN e Evópoli no Chile. Em função das relações com o ambiente ? os novos atores políticos e as novas agendas como políticas de inclusão e defesa do meio ambiente ? e do caráter altamente informal da organização partidária na região, a hipótese de trabalho mira a dinâmica interna e a constituição dos líderes como o caminho mais apropriado para analisar as posições desses partidos no interior de cada sistema político. Para isso, propõe um survey comparado para captar as relações de poder, o recrutamento político e as conexões com o ambiente externo. A pesquisa pretende contribuir para o amadurecimento da pesquisa comparativa sobre partidos na região e aprofundar o conhecimento sobre a natureza da política partidária na América Latina.

Quem decide concorrer? Um estudo dos candidatos a vereador (e de seus partidos) em Curitiba nas eleições de 2016

Esta pesquisa pretende investigar duas dimensões das candidaturas a cargos representativos. A primeira dimensão diz respeito ao tipo de candidato que se lança na política: quais seus perfis sociais e partidários, o quão (in)experientes na política eles são, o que pensam da atividade representativa, o quão informados são das regras eleitorais. Pretende-se estudar esse primeiro degrau da profissão política ? o cargo de vereador ? e estimar a ambição política desses indivíduos e o seu grau de profissionalização. As questões centrais dessa primeira dimensão seriam: quem decide e por que alguns indivíduos decidem concorrer a um cargo político? A segunda dimensão da pesquisa é institucional. Como os diferentes partidos políticos escolhem os seus candidatos? Quais são suas estratégias? O processo de seleção de candidaturas é uma das mais importantes medidas para se estimar o tipo de recrutamento político e, indiretamente, o quão democrático é, do ponto de vista da sua organização, um partido político. Essas questões deverão ser respondidas a partir de survey aplicado ao universo de candidatos a vereador em Curitiba nas eleições municipais de 2016.​

Endereço do grupo no diretório do CNPq:http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1698532120931606​
Site do grupo:  www.lapesufpr.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/groups/LAPeSufpr/

_____________________________________________________________________________________________________________

GAISTGrupo de Pesquisa Atores, Instituições e tecnologias Digitais

Descrição: O Grupo de Pesquisa Atores, Instituições e tecnologias Digitais (GAIST) é formado por pesquisadores que estudam os impactos da internet e das tecnologias digitais sobre as instituições políticas, o processo decisório e o comportamento político dos diferentes atores. Atualmente, o grupo desenvolve as seguintes pesquisas: (1) Elites políticas e tecnologias digitais: uma análise longitudinal das eleições brasileiras 2008-2020; (2) Democracia digital, representação e participação política na América Latina: o Brasil de uma perspectiva comparada (2016-2020).

Pesquisadores vinculados:
Isabele Batista Mitozo
Leonardo Caetano da Rocha
Márcio Cunha Carlomagno
Rosana Santana
Fabricia Almeida Vieira
Alzira Elster Angeli
Sérgio Tramujas
Camila Cristina Borges
Natália Frias Diamante
Juan Francisco Arrom Suhurt
Liza Liana Larriera Rojas
Mayara de Lima Gomes
Antonio Marcos Gasparin

_____________________________________________________________________________________________________________

‘Midiaculturas’, poder e sociedade

Descrição: Midiaculturas’ é uma abordagem recente, suas fontes são: os Estudos Culturais ingleses, a Sociologia Construtivista e o conceito de Esfera Pública polifônica. Trata-se de uma perspectiva sociológica, mas, atenta aos conflitos estratégicos por hegemonia, reconhecimento e identidade. A ‘midiaculturas’ se contrapõe: à ‘teoria crítica’, ao paradigma dos ‘efeitos’ e à sociologia do consumo cultural. A proposta é apreender os fenômenos da comunicação de massa na sua dimensão de experiência estética coletiva e cotidiana, marcada por jogos interativos que envolvem instituições e agentes sociais reflexivos. Os dispositivos midiáticos refletem os conflitos entre públicos e contra-públicos, onde agentes sociais plurais exercitam sua capacidade de produzir sentidos e não só reproduzir ideologia. Ao derrubar as hierarquias culturais a ‘midiaculturas’ resgata como objeto de estudos o que antes estava condenado à sombra: programas de auditório, reality shows, vídeo clips, séries televisivas, revistas em quadrinhos, vídeo games, romances populares, filmes pornográficos etc. Não se trata mais de perguntar pela eficácia da mensagem ou sobre seus ‘efeitos’, mas, de analisar como os atores sociais constroem sentidos ao interagirem com as mensagens e, ao mesmo tempo, indagar sobre o quanto os produtos da Indústria Cultural são objetivações forjadas nas interações entre públicos plurais envolvidos em disputas discursivas e performáticas.

Pesquisadores vinculados:
Nelson Rosário de Souza
Emerson Urizzi Cervi
Daniela Drummond
Viritiana Aparecida Almeida
Fabiane Helene Valmore
Juliana Inez Luis de Souza

Projetos de pesquisa em andamento:

Disputa discursiva, identidades e interseccionalidade nos seriados “Sexo e as Negas” e “Mister Brau”.

Estudo comparativo sobre questão racial e de gênero nos seriados televisivos brasileiros: ‘Sexo e as Negas’ e ‘Mister Brau’; ambos da Rede Globo de Televisão. A pesquisa mobiliza dados quantitativos e qualitativos para analisar os conteúdos do seriado e suas interações com o atual estágio das disputas discursivas sobre questão racial e gênero. Também são analisadas as apropriações da audiência dos conteúdos das séries, em duas frentes: os debates nas redes sociais e o material coletado em grupos focais.

Endereço do grupo no diretório do CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/2122162970661607
Email: nrdesouza9397@yahoo.com.br

_____________________________________________________________________________________________________________

Instituições Políticas e Processo Legislativo

Descrição: O Grupo de Pesquisa Instituições Políticas e Processo Legislativo (Núcleo de Pesquisa Direito e Política – DIRPOL) aborda os seguintes temas temas de pesquisa: federalismo, instituições políticas, relações executivo legislativo, processo decisório, estudo comparativo dos legislativos estaduais e Direito/Política/Judiciário (estudos empíricos e comparados)

Pesquisadores vinculados :
Fabricio Ricardo de Limas Tomio
Ilton Norberto Robl Filho
Melina Girardi Fachin
Paolo Ricci
Rodrigo Luís Kanayama
Rodrigo Rossi Horochovski
Sandro Luís Tomás Ballande Romanelli
Sérgio Soares Braga
Eduardo Soncini Miranda
Jessika Torres Kaminski Martins

Projetos de pesquisa em andamento:

Instituições políticas, processo legislativo e controle abstrato de constitucionalidade: estudo comparativo das relações Executivo/Legislativo, da Jurisdição Constitucional e da produção legislativa nas unidades subnacionais

Descrição: O projeto de pesquisa compreende uma análise comparativa do processo decisório, da produção legislativa, da jurisdição constitucional e das relações entre o Executivo e o Legislativo nas unidades subnacionais (estados, províncias, regiões autônomas) do Brasil, Alemanha, Itália, México, Portugal e Espanha nos períodos constitucionais contemporâneos, através: 1) da análise sistemática do processo legislativo (proposições legislativas e leis aprovadas); 2) da investigação do papel do Poder Judiciário na revisão de constitucionalidade (abstrata/concreta) da legislação estadual/regional; 3) da competição político-eleitoral estadual/regional (grau de competitividade e conexão parlamentar/eleitoral); 4) do grau de institucionalização das organizações públicas de controle do executivo estadual, sobretudo legislativa e judiciárias; 5) do estudo do processo decisório das políticas públicas estaduais/regionais, através do arranjo institucional, da atribuição de competências e da forma de nomeação das instituições. Para tanto, procuramos relacionar os dados das elites e instituições políticas (competição política, políticas públicas, institucionalização e regras do processo decisório) com a natureza, a qualidade e/ou o conteúdo das decisões implementadas, sejam as proposições legislativas (estrito senso), sejam os demais itens que compõem a agenda de decisões dos vários períodos governamentais nos diversos estados/regiões autônomas examinados em cada Estado Nacional (legislação, jurisdição constitucional e políticas públicas estaduais/regionais).

Endereço do grupo no diretório do CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5806267146009569

_____________________________________________________________________________________________________________

COMPAComunicação e Participação Política

Descrição: O grupo discute a comunicação como fundamento nos processos de participação política de diversos atores coletivos. Nesse sentido, as pesquisas se voltam para os seguintes recortes: a relação entre comunicação e movimentos sociais, ações midiatizadas de ativismo político, mobilização política, experiências de governo eletrônico, conselhos populares, orçamentos participativos e ativismo digital, direitos humanos, gênero, comunicação pública e outras formas pelas quais os atores coletivos participam da construção de espaços democráticos em busca de reconhecimento social. Inclui também abordagens que tratam da cobertura jornalística da política e de temas relacionados aos interesses do grupo.

Pesquisadores vinculados :

Kelly Prudêncio
Carla Rizzotto
Rafael Cardoso Sampaio

Página no Diretório de Grupos do CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1750946797303014

_____________________________________________________________________________________________________________

NEPRI – Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais

Descrição: O Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais da Universidade Federal do Paraná (NEPRI/UFPR) está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCP) e ao Departamento de Ciências Sociais da UFPR. O NEPRI agrega pesquisas em andamento no PPGCP, na graduação em Ciências Sociais e em outros programas de pós-graduação da UFPR. Ele tem como objetivos: (i) promover o estudo de fenômenos internacionais contemporâneos; (ii) criar um espaço próprio à reflexão e à ampliação do debate teórico sobre as relações internacionais; (iii) gerar novos avanços na produção de conhecimento em Política Comparada na América Latina, contribuindo para a diversificação de análises de processos políticos latino-americanos em perspectiva comparada. O NEPRI desenvolve projetos em três linhas de pesquisa: 1) Estudos Latino-Americanos; 2) Organizações Internacionais; 3) Política Externa do Brasil.

Pesquisadores vinculados:
Alexsandro Eugenio Pereira
Andrea Maria Calazans Pacheco Pacífico
Demetrius Cesário Pereira
Feliciano de Sá Guimarães
Ramon Blanco de Freitas
Bruno Rafael Maciel Trentini
Caroline Cordeiro Viana e Silva
Claudia Santos
Claudia Stephan
Douglas Henrique Novelli
Evelise Zampier da Silva
Fabiane Cristina Silva Mesquita
Felipe Florêncio de Oliveira
Fernanda Persuhn Gonçalves
Glaucia Julião Bernardo
Juliana Breda Gomes
Leonardo Mèrcher C. Olimpio de Melo
Ludmila Andrzejewski Culpi
Mirela Nogueira de Alencar
Mylena Peixoto de Mattos
Thaíse Kemer

Projetos de pesquisa em desenvolvimento:

Accountability nas organizações internacionais: O papel da sociedade civil no funcionamento dos mecanismos de accountability do Grupo Banco Mundial – 1993-2015

O propósito deste projeto é examinar o papel da sociedade civil organizada no funcionamento dos mecanismos de transparência e de accountability do Grupo Banco Mundial (GBM), no período de 1993 a 2015. Para realizar esse propósito o projeto examinará a literatura recente que trata da accountability na teoria política e na análise das organizações internacionais. Em seguida, examinará o conteúdo dos documentos internos do Painel de Inspeção, do Compliance Advisor/Ombudsman (CAO) e de outros mecanismos de accountability, além dos relatórios e das avaliações do Grupo Banco Mundial no período de 1993 a 2015. Este projeto de pesquisa considera que a adoção, pelas OIs, de estratégias de transparência e accountability é parte da preocupação dessas organizações com a necessidade de tornar legítimas suas ações perante a comunidade internacional. Tal adoção pode ser interpretada como uma resposta das OIs às pressões por maior transparência e accountability, oriundas dos governos dos Estados nacionais e dos diversos atores da sociedade civil situados nos níveis local, nacional e internacional. A hipótese sustentada nesse projeto é de que a sociedade civil organizada contribui para o funcionamento dos mecanismos de accountability do GBM ao mesmo tempo em que se mostra capaz de influenciar as mudanças institucionais observadas no GBM desde os anos 1990. Em termos formais, este projeto está vinculado à linha de pesquisa em Instituições Políticas e Processos Decisórios do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFPR e ao Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais (NEPRI) da UFPR, registrado no Diretório de Grupos do CNPq.

Os impactos do Tratado de Lisboa na Parceria Estratégica Brasil-União Europeia

O presente projeto tem como objetivo geral analisar as reuniões de cúpula entre Brasil e União Europeia (UE) com foco nas mudanças provocadas pela entrada em vigor do Tratado de Lisboa. Tais reuniões tornaram-se regulares em 2007, quando o Brasil foi reconhecido pela UE como parceiro estratégico. A iniciativa partiu do lado europeu, sendo executada por Portugal, que detinha a Presidência rotativa semestral do Conselho Europeu, órgão que reúne os governantes do bloco. Os principais líderes a se reunirem seriam: o Presidente brasileiro, de um lado, e os Presidentes da Comissão Europeia e do Conselho Europeu, do outro. Como objetivo específico, pretende-se analisar os impactos da entrada em vigor do Tratado de Lisboa, em 2009, à Parceria Estratégica Brasil-UE, por meio da comparação entre as cúpulas anteriores e as posteriores à reforma. Desse modo, busca-se compreender a supranacionalização da UE pós-Lisboa, verificando de que maneira a relação com o Brasil foi afetada e contribuiu para a consolidação dessa nova Europa.

Transferência e difusão de políticas públicas nos processos de integração regional: Análise das experiências do Mercosul e da União Europeia em perspectiva comparada

O projeto tem como objetivo geral analisar os processos de transferência e difusão de políticas públicas no interior de dois processos de integração regional em perspectiva comparada: o Mercosul e a União Europeia. Para desenvolver essa análise, o projeto realizará estudos sobre determinados temas das políticas públicas dos países envolvidos nos dois processos de integração. Na análise, as políticas que se tornaram objeto de transferência e de difusão a partir de instituições políticas dos dois processos de integração serão identificadas e estudadas. O projeto pretende fornecer evidências para responder o seguinte problema de pesquisa: em que medida os processos de integração regional podem ser importantes instrumentos de transferência e difusão de políticas públicas por meio de suas instituições políticas e de suas instâncias com capacidade decisória a respeito de temas de interesse dos Estados membros do Mercosul e da União Europeia? Em termos metodológicos, pretende-se investigar o processo decisório e as atividades das principais instituições do Mercosul e da União Europeia. No caso do Mercosul, será atribuída ênfase, na análise, às atividades dos subgrupos de trabalho, a saber: Assuntos Financeiros; Transportes; Meio Ambiente; Indústria; Agricultura; Energia e mineração; Assuntos Trabalhistas, Emprego e Seguridade Social; Saúde; Investimentos; Comércio Eletrônico; e Acompanhamento da Conjuntura Econômica e Comercial. Na UE, serão estudadas as atividades do Conselho da União Europeia, que é um órgão legislativo de caráter intergovernamental do bloco, cuja composição envolve representantes dos governos nacionais de acordo com a área temática das relações entre os países europeus. Por isso, podem existir diferentes conselhos europeus em áreas como assuntos econômicos e agricultura, dentre outras. O projeto está vinculado às atividades do Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais (NEPRI) da Universidade Federal do Paraná.

Site: www.nepri.ufpr.br
Página no Diretório de Grupos do CNPq: http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=0103709X5EQ07H

_____________________________________________________________________________________________________________

CPOP – Comunicação Política e Opinião Pública

Descrição: O grupo de pesquisa em Comunicação Política e Opinião Pública existe desde 2000 com o objetivo principal de desenvolver pesquisas de comunicação política e opinião pública. Tem como missão a formação de novos pesquisadores, além da produção de informações sobre campanhas eleitorais. Em seu histórico constam informações sobre a cobertura eleitoral dos principais periódicos brasileiros, sobre os conteúdos do Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE) e, mais recentemente, sobre o debate eleitoral realizado nas redes digitais. Até aqui são nove eleições pesquisadas (2000, 2002, 2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014 e 2016), além do referendo sobre desarmamento, em 2005.

Site: http://www.cpop.ufpr.br/

_____________________________________________________________________________________________________________

NUSP – Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira

Descrição: O NUSP, Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira, foi criado em agosto de 2001, na Universidade Federal do Paraná (UFPR) para investigar um amplo repertório de temáticas referidas à política nacional. Coordenado pelos professores Adriano Codato, Renato Perissinotto e Paulo Costa, concentra suas atividades nas áreas de especialização tradicionalmente referidas pelo CNPq como “Estado e governo” (Estrutura e Transformação do Estado; Sistemas Governamentais Comparados; Relações Intergovernamentais; Estudos do Poder Local; Instituições Governamentais Específicas) e “Comportamento Político” (Estudos Eleitorais e Partidos Políticos; Atitude e Ideologias Políticas; Conflitos e Coalizões Políticas; Comportamento Legislativo; Classes Sociais e Grupos de Interesse).

Pesquisadores vinculados:
Renato Perissinotto
Adriano Codato
Paulo Costa

Projetos de pesquisa em andamento:

Recrutamento ministerial em regimes presidenciais: Brasil e Argentina pós-redemocratização

Comparamos dois países, Brasil e Argentina, de modo a identificar semelhanças e diferenças nos seus respectivos processos de seleção e indicação de ministros de Estado. Essa comparação é particularmente interessante porque, como mostraram vários autores, na Argentina não vigora um presidencialismo de coalizão, como no caso brasileiro, ao menos não vigora para fins de seleção ministerial. A comparação, portanto, poderia revelar singularidades importantes referentes ao modo de funcionamento dos dois regimes presidenciais na formação de equipes de governo.

As transformações da classe política brasileira nos séculos XIX, XX e XXI: um estudo do perfil sócio-político de deputados federais e senadores (1889-2014)

Estudos sobre a classe política brasileira avançaram significativamente na última década. Surgiram várias análises sobre origem social/profissional dos representantes eleitos (baseadas principalmente na Sociologia Política e em variáveis sociais), bem como análises das trajetórias e tipos de carreiras políticas dos parlamentares (baseadas principalmente na Ciência Política e em variáveis institucionais). Estudos históricos, por sua vez, são muito menos frequentes e aqueles disponíveis consistem basicamente em estudos de elites políticas focados no passado e não em análises sistemáticas sobre a transformação do perfil social e da trajetória política da elite parlamentar ao longo do tempo. O objetivo desta pesquisa é, a partir de dois grandes bancos de dados construídos pela equipe do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira da Universidade Federal do Paraná (UFPR), estudar os processos complexos de profissionalização política de senadores e deputados federais no Brasil entre 1889 e 2014. Por profissionalização política entendemos, conforme Eliassen & Pedersen (1978), o processo em que atributos de status social dão lugar a recursos e status político como critério básico para o recrutamento legislativo.

Observatory of social and political elites of Brazil

The observatory of social and political elites of Brazil, coordinated by the Brazilian Political Sociology Research Center (NUSP) at the Federal University of Paraná, Brazil (UFPR), aims to be the main national focal point for systematic information on bureaucratic and scientific, parliamentary and political party, juridical and intellectual elites as well as professional and social elites in contemporary Brazil. Funded in part by Capes ? Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel) and CNPq ? Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (National Counsel of Technological and Scientific Development), the observatory constitutes a free-access digital database which brings together research summaries, historical studies, prospective analyses and qualitative and quantitative surveys on Brazilian elites in recent history. The website allows free access to the instruments used in the surveys conducted by several research groups (questionnaires, spreadsheets, code books, prosopography sheets, interview scripts), the finished scientific results produced by theses surveys, in addition to available database. One of the purposes of the observatory of elites is to condense knowledge and aggregate scholars in this field of study in Brazil through the sharing of information

Endereço do grupo no diretório do CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0400472811418095